Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

A HISTÓRIA DA COISAS

COMER OU NÃO COMER CARNE?

O que a memória ama o coração eterniza ...

Lembranças são dádivas da vida a nos fazer cócegas nos sonhos.
Recordações a nos arrebatar do presente e nos transportar para o mundo mágico das férias escolares, dos idos da juventude e dos passeios a cavalo entre as Boas Esperanças e os Campos Alegres; dos mergulhos refrescantes nos Clubes de Campos e da ingestão de leite quente com conhaque ordenhados na hora, de madrugada, nos invernos da existência.
A vida é feita de estações, em cada uma delas um sabor especial; êxtases e tormentas singulares a nos fazer pular, nos mover e a sacudir-nos. Cada dia têm seus sustos, seus suspiros, dúvidas e descobertas. A cada novo ano, novas surpresas e vivências, a cada nova fase o desvendar dos tesouros ocultos no tempo.

Viver, experienciar, degustar, lambuzar, quase morrer e ressurgir maduro. Eis a sequência e o progresso humano e individual dos seres.
E com a idade a maturidade nos invade tomando todos os espaços que a utopia antes preenchia, e deixamos acordos para trás dos acordes do tempo …

AME!

NADA É TÃO VICIANTE QUANTO UM CORAÇÃO QUEIMANDO DE AMOR E DE PAIXÃO.

A VIDA SE METAMORFOSEIA EM CALEIDOSCÓPIO DE ESPERANÇA, EM LAVAS DE ARCO-ÍRIS, EM SOL CARDÍACO CONFINADO NO PEITO DA ALEGRIA.

A FELICIDADE É TAMANHA QUE O SORRISO É UM POR DO SOL A SE LAMBUZAR COM AS GARGALHADAS DA ALMA, TUDO É VIDA, TUDO É PRAZER, ÊXTASE, PAZ E PROFUNDA SATISFAÇÃO.

O AMOR É O ÚNICO SENTIMENTO COM O PODER DE TRANSFORMAR A EXISTÊNCIA EM VIDA, OS OLHOS EM SOL AO MEIO DIA E O CORAÇÃO EM ÚTERO GERADOR DE VIDA ETERNA.

CLÁUDIO NUNES HORÁCIO

MONJA COEN - ZEN BUDISMO (playlist)

CRENÇAS

Todo religioso é caolho, enxerga apenas com um olho só e, este, fixo num só aspecto do tema abordado.

Falo com evangélicos, católicos, espíritas e espiritualistas de todas as linhas e o que vejo são certezas das suas convicções, isso se chama fé. Porém, essa “certeza” que provém da fé não pode ser um fato, visto que diferentes crenças possuem diferentes “certezas”, por exemplo: se perguntarmos a um evangélico sobre qual o destino do espírito depois da morte, a maioria dirá que os espíritos irão para o céu ou para o inferno; se fizermos a mesma pergunta a um católico, provavelmente a resposta será o “purgatório” e se perguntarmos a um kardecista, a resposta provável é que isso dependerá de cada um e de como foi seu desencarne, mas em sua grande maioria o destino é para um hospital na espiritualidade.
Então temos 3 certezas absolutas totalmente diferentes para uma mesma pergunta, cada um dos religiosos têm respostas diferentes sobre o tema e cada um deles afirma saber "a verdade&q…